header_na_pool_2.png

As tendências primavera / verão

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com o inverno à porta, é altura de começar a pensar no verão. Mergulhámos num sem número de fontes (trocadilho propositado) e encontrámos algumas das tendências mais quentes do Ponto de Venda para 2022:

 

  • Pontos de tasting*

Particularmente importante para produtos como o azeite. Embora tenha ganho uma adoção generalizada entre os consumidores, muitos ainda não compreendem exatamente as qualidades de sabor que deveriam procurar num produto de alta qualidade, descurando atributos como a frescura.

*No rumo atual, é de acreditar que na primavera/ verão de 2022 o uso de máscaras em espaços comerciais interiores não se mantenha obrigatório, ou pelo menos, a sua utilização tenha uma outra, menos restritiva regulamentação.

  • Packaging diferenciado
     

Algumas das tendências de branding que mais atraem os millenials (o mais importante bloco de consumidores nos Estados Unidos e no resto do mundo) são o minimalismo, o uso de uma palete de cores suave e orgânica, o recurso à ilustração e à fonte Sans-serif.

 

  • Destaque à sustentabilidade

É importante colocar nas prateleiras embalagens recicladas ou recicláveis e assumir, globalmente, enquanto marca, uma posição pela Sustentabilidade, em particular, pelo eixo ambiental. Os consumidores, em particular os Millennials mas também a geração de consumo que se segue, a Geração Z, cada vez mais procuram marcas cujos produtos sejam o resultado de estratégias de sustentabilidade ambiental. O Ponto de venda, porque comanda uma paragem, um momento de atenção, pode ser um espaço importante para a educação do consumidor e para posicionar uma marca ou produto.

 

  • A Comunicação e o recurso ao digital

A melhor utilização do espaço Ponto de Venda é feita com a adição de comunicação impactante e em linha com os objetivos de cada marca, sejam estes notoriedade, lançamento de novos produtos ou promoções. O meio digital deve ser considerado neste esforço, seja através de uma ativação “on-site” que remeta para o online (url, QR Code, outro), por via da integração de telas interativas no espaço, ou através de outra qualquer mecânica.

imagem_tendencias.jpg