top of page

Tornar mais pessoal o fácil e rápido

Falamos de Click-and-collect, uma prática comum em lojas de tecnologia ou de roupa, por exemplo: o consumidor pesquisa online os artigos que pretende comprar, adiciona-os ao carrinho, faz o pagamento online e espera... pelo momento de ir levantar os artigos à loja. Porquê?


Porque é rápido, muitas das vezes a maior parte do tempo que esperamos pela entrega de um artigo comprado online prende-se com a demora do serviço de entregas: o artigo está disponível e pronto a ser utilizado, mas aguarda por chegar à casa do consumidor. Na loja, o artigo salta do armazém para o depósito de entrega muito rapidamente.


Porque é mais flexível, nem sempre sabemos quando vamos poder estar em casa para receber o tal artigo. Por vezes pensamos que vamos estar a x horas em casa e o nosso horário muda, depois a encomenda corre o risco de voltar para trás e o processo recomeçar desde o início... já a loja, ela espera por nós, temos desde a hora de abertura até ao fecho para ir buscar o artigo.


Porque é mais sustentável, não é necessário que uma carrinha faça quilómetros extra para chegar a nossa casa: podemos facilmente ir de transportes públicos ou de bicicleta levantar o nosso artigo à loja.

Fonte: https://www.shopsys.com/covid-19-forcing-retailers-to-launch-click-collect-services/


Mas então o que falta ao Click-and-collect? Era aqui que queríamos chegar. Este método é, chamemos-lhe, híbrido - mistura loja online com presencial - e pode aproveitar essas características. Como?


  • Dando uma atenção ao cliente. Este é um cliente que passeia menos pelos corredores, tem menos hipóteses de se deixar cativar por um produto que não procurava, a chamada compra por impulso. Cabe ao balcão de Click-and-collect compensar isso, entregando uma amostra de produto x, um vale de desconto em produto y, convencendo-o a experimentar novos produtos.

  • Dando atenção ao cliente. Pode parecer igual ao ponto anterior, mas já vai ver que não é. Dar atenção ao cliente significa prontificar-se a esclarecer qualquer dúvida sobre o produto que o cliente acabou de comprar. Na venda online, a jornada do cliente costuma ser solitária, não tem o apoio do lojista, e aqui apresenta-se a oportunidade de nos aproximar do cliente, perguntar pelas possíveis dúvidas, ajudar a entender melhor o produto que comprou. O cliente, mesmo que não necessite, vai agradecer.

  • Permitir ao cliente que experimente. Nem sempre e nem todas as vendas o permitem, mas quando tal é possível, isto poupará imenso tempo e recursos ao cliente e à loja também. Evitar uma troca é sempre boa ideia para ambos os envolvidos na venda, e se for logo no momento da compra, melhor!

Em suma, até o fácil e rápido pode ser melhorado, se o tornarmos mais pessoal.



16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page