A Jornada do Consumidor

Atualmente, é fulcral que exista por parte de cada marca uma preocupação social, ética, económica e ambiental, sendo esses fatores determinantes para o consumidor decidir se quer (ou não) ser fiel a uma marca. Segundo a Mastercard Services, 74% dos consumidores são mais prováveis de ser leais a uma marca que tenha demonstrado uma preocupação com o consumidor durante a pandemia.

É calculável que como consequência disto as marcas estejam cada vez mais preocupados com a experiência do consumidor e que esta vá de encontro ao expectado. O Customer Centric Marketing (Marketing centrado no cliente) ganhou popularidade ao procurar oferecer aos clientes a melhor experiência possível, apresentando soluções que vão de encontro ao que os consumidores precisam (ou nem sabiam que precisavam).



Para cumprir este objetivo, analisar o comportamento dos consumidores é a chave do sucesso e o POS não é exceção. Existem diversos métodos de recolha de dados que permitem às marcas impulsionar as vendas, acompanhar o lançamento de novos produtos, otimizar o stock com base nas preferências dos consumidores, melhorar o layout da loja e a eficácia das promoções - não só de forma a aprimorar os resultados da marca, mas também para oferecer ao cliente a melhor experiência no POS.

Ora, podemos concluir que a análise dos dados posterior às vendas é tão importante como a análise pré-lançamento de um produto, pois permite orientar e refinar a experiência do consumidor - de forma a que ele se torne tão leal à marca como um cão ao seu dono (também achámos uma boa comparação). Assim, é importante recolher o máximo de dados possíveis do comportamento dos consumidores - para ser mais acessível corresponder às suas necessidades.

26 visualizações0 comentário